Notícias  ::  Eventos  ::  Meio Ambiente  ::  História  ::  Mapas  ::   Anuncie  ::  Home 

ARARUAMA

  TURISMO
 
  

Lagoa de Araruama

A Lagoa de Araruama é a maior fonte de recursos naturais para a economia do Município. É considerada o maior atrativo natural da região e é a segunda melhor raia do mundo para a prática de esportes náuticos - 192 km de perímetro e 220 km de área. Apresenta alto teor de salinidade devido a sua pouca profundidade (variável de 1 a 3 metros) e a conseqüente evaporação aliada ao baixo índice pluviométrico.

Está localizada entre a Rodovia Amaral Peixoto (KM 106) e a Restinga de Massambaba - uma extensa faixa arenosa com 50 km de extensão que a separada do Oceano Atlântico. A Lagoa de Araruama banha os municípios de Saquarema, Araruama, Arraial do Cabo, São Pedro da Aldeia, Iguaba Grande e Cabo Frio. Ao seu redor encontramos as lagoas de Pitanguinhas, Vermelha e Pernambuca, todas localizadas na Restinga de Massambaba, compõem o complexo hidrográfico lacustre da Lagoa de Araruama. As margens destas lagoas localizam-se diversas indústrias de extração de sal - as salinas. Algumas delas são abertas a visitação e conhecimento  do processo de produção do sal.


Lagoa de Juturnaíba    
    
Na divisa com o município de Silva Jardim, distante 12,5 km do centro de São Vicente de Paulo, 3º Distrito de Araruama, esta lagoa de água doce é responsável pelo abastecimento de água potável de toda a Região dos Lagos. Tem aproximadamente 5 km de comprimento e 2,5 km de largura, com uma profundidade média de 5 metros. Transparência variável dependendo da estação do ano. Muito piscosa, sendo sua fauna constituída principalmente por bagres, acarás, traíras, piaus e sairus. Apresenta uma vegetação intacta preservada. Em suas margens está localizada a Reserva Ecológica de Poço das Antas, habitat natural do mico leão dourado, espécie em extinção. Santuário Ecológico cuja vocação para esta modalidade de turismo começa a se desenvolver.

Lagoa Pernambuca    
    
Situada na Restinga de Massambaba, tem uma extensão de 4,2 metros, largura média de 600 metros e profundidade média de 0,5 metros.


Lagoa Pitanguinha    
    
Situada na Restinga de Massambaba, juntamente com as Lagoas de Pernambuca e Vermelha compõe a bacia hidrográfica da lagoa de Araruama. 

Rios

São poucos e pequenos os cursos de água que deságuam na lagoa de  Araruama. Os rios mais importantes são os que correm rumo ao Norte,  afluentes do Rio Bacaxá ou Mato Dentro (que corre na divisa com o  Município de Silva Jardim), dentre eles o Vale do Engenho e Jaguaribe, o  Valão do Sampaio ou Piri-Piri e o Rio da Onça, formando esta bacia  hidrográfica uma extensa região pantanosa. 
 
O Rio Bacaxá desemboca na  lagoa de Juturnaíba. O Rio São João corre na divisa com o Município de Silva Jardim. Destaca-se também o Rio Carijó, que corre rumo Leste e deságua no Rio Una, em São Pedro da Aldeia. 

De grande importância histórica, temos ainda o Rio dos Leite (foto acima) cujo nome é uma referência ao capitão Francisco Leite, "senhor de fazenda" de engenho de açúcar situada antigamente nesta localidade. Cabe notar que, apesar de existir em Araruama uma localidade chamada de Ponte dos Leite (ou leites) - clara referência à ponte localizada no rio de mesmo nome - o rio localiza-se em Canto do Rio, uma localidade um pouco depois de Ponte dos Leite.  Em certa altura este rio é conhecido como Rio das Moças.

Destaca-se ainda na geografia de Araruama o Rio Mataruna (ao lado), que corta grande parte da cidade e desemboca na Enseada do Convento ou de Araruama. Na verdade este curso d'água tem esse nome apenas ao cruzar a área urbana, pois ele nada mais é do que a sequencia natural dos rios Buraco do Pau e Limão.


Praia de Araruama ou do Centro (lagoa)
   
Com formato de uma pequena enseada e localizada no centro de Araruama, limita-se à direita com a Praia do Hospício e à esquerda com a Praia da Pontinha. Possui solo conchífero, apresentando alguns depósitos de lama medicinal deslocáveis de acordo com o fluxo de água


Praia do Hospício  (lagoa)
 Praia do Hospício   
Fica em frente a uma vila de pescadores. Praia sossegada com extensão aproximada de 1,5 km, sendo o seu extremo direito conhecido como Pontinha do Outeiro (ou Oiteiro como dizem no local), onde aportam barcos de pesca artesanal. Pontinha do Outeiro

 


Praia do Areal (lagoa)  
   
Localizada a 2 km do centro da Cidade, é propícia aos banhos infantis face a sua pouca profundidade. Excelente também para a prática de esportes náuticos como vela e caiaque. Destaca-se por suas gigantescas casuarinas.


Iguabinha   (lagoa)

Localizada antes da entrada de Iguaba Grande. Enseada com trechos conhecidos pelos nomes dos condomínios à beira da rodovia: Geysópolis, Lake View e das Vivendas. Tem faixa estreita de areia branca e solta. Procurada por velejadores.


Praia das Bananeiras   (lagoa)
   
Distante 7 km do centro da cidade, em direção a Cabo Frio, é uma pequena faixa de areia com aproximadamente 1 km de extensão. Suas águas são mornas e transparentes, destacando-se em sua orla a vegetação circundante formada por casuarinas. Há um atracadouro para pequenos barcos.  


Praia do Coqueiral    (lagoa)
 
Praia de águas mornas e transparentes. Em sua orla encontram-se inúmeros coqueiros e amendoeiras. Dista 3,5 km do centro da cidade, em direção a Cabo Frio. À direita é conhecida como Fazenda da Praia.  


Praia dos Amores (lagoa)    
    
Localizada atrás do Clube Náutico, é um ponto de grande concentração de jovens e onde ocorrem "happenings".

Praia do Barbudo   (lagoa)

É um prolongamento da Praia do Coqueiral, com aproximadamente 250 metros com vasta área gramada e grande concentração de banhistas. 


Praia Novo Horizonte ou Praia do Gavião  (lagoa)   
    
Com extensão aproximada de 1,5 km, é dotada de inúmeros ancoradouros. Possui águas mornas e transparentes, propícias ao banho e à prática de esportes náuticos. Distante 6 km do centro de Araruama.


Praia do Lake View (lagoa)   
    
Praia de águas transparentes, tornando-se turvas de acordo com a intensidade dos ventos. A cor varia do azul ao verde claro, pela atuação da luminosidade. Apresenta alto grau de salinidade e dista 8 km do Centro de Araruama.


Praia das Espumas (lagoa)   
    
Distante 8 km do centro de Araruama, esta pequena enseada possui algumas pedras em sua orla e onde o vaivém das marés produz alvas espumas devido ao alto teor de salinidade da lagoa de Araruama. Maravilhosas mansões estão localizadas nesta praia, que é toda circundada por coqueiros geometricamente dispostos. È ideal para velejar e pilotar jet ski.


Praia da Pontinha    (lagoa)
    
Tem aproximadamente 1 km de extensão e está localizada a 1 km do centro de Araruama. É contígua à Praia de Araruama e excelente para a prática de esportes náuticos. Apresenta, em alguns pontos, grande concentração de lama medicinal indicada para doenças de pele e reumáticas.  


Praia do Ingá
ou Praia do Tomé   
(lagoa) 
    
A mais conhecida ao sul da lagoa. Está localizada no Distrito de Praia Seca, distante 21 km do centro de Araruama. Excelente para a prática de todos os esportes náuticos. Seu acesso é feito pela Estrada de Praia Seca (RJ 132), cuja confluência é feita no km 76 da Rodovia Amaral Peixoto (KM 106). 



Praia de Massambaba (mar)
  
    
Localizada na Restinga de Massambaba, faixa arenosa que separa a lagoa de Araruama do Oceano Atlântico, esta praia oceânica é excelente para a pesca de linha e para a prática do surfe. Local de presença constante de jovens descontraídos e surfistas. Distante aproximadamente 13 km do centro de Araruama, tem uma extensão de 12 km, com largura variável. Seus pontos de apoio são rochedos existentes nos municípios de Saquarema e Cabo Frio. 

 


Praia Seca (mar)  

Localizada na Restinga de Massambaba, tem dunas e ondas fortes, boas para surfe. Local de pesca, preferido por adeptos da pesca de linha. Excelente para a prática do surfe. Alguns trechos são conhecidos como praias do Getúlio, do Vargas, do Gomes e do Dentinho, entre outros. Ao fundo as lagoas Vermelha, Pitinguinha e Pernambuca são rodeadas por salinas. 


Igreja Matriz de São Sebastião 

Igreja Matriz de São Sebastião 

A Igreja Matriz de São Sebastião, sede da Freguesia desde 1867, teve sua construção iniciada em 1859. Localiza-se em um outeiro, atrás do qual se situa o cemitério, na Praça de São Sebastião, nº 01, centro da Cidade. Da mesma época (1865) é a Igreja de São Vicente de Paulo. 



Igreja São Vicente de Paulo (1865)

Situada na cidade de mesmo nome, 3o Distrito de Araruama , a 12 km do centro. É uma das principais construções da cidade e fica localizada na praça principal.

 



Igreja Nossa Senhora da Conceição  

Localizada em Praia Seca. É aberta, segundo moradores locais, apenas para a festa de Nossa Senhora da Conceição, em 08 de dezembro de cada ano.  


Igreja Nossa Senhora do Rosário  

Encontrada no bairro Ponte dos Leites, festejada anualmente em 09 de julho. Fica em frente à antiga estação ferroviária da Estrada de Ferro Maricá.

Mirante da Paz 
   
Localiza-se sobre o morro de Itatiquara. É um passeio que merece ser feito pela linda vista que oferece - além de toda a lagoa de Araruama, as cidades de Saquarema e Cabo frio podem ser contempladas de seu cume. Fica a cinco minutos de automóvel da Rodoviária, sendo o acesso feito pela RJ-124, que liga Rio Bonito a Araruama.


Fazendas Históricas  

Na época do Império, Araruama possuía importantes fazendas de plantação de café e cana para o fabrico do açúcar e aguardente, mas a partir de 1888, com a abolição da escravatura foram entrando em declínio. A produção destas fazendas encontrava escoadora na Lagoa de Araruama e Rio São João. Existiam portos de embarque em Ponte dos Leites e Iguaba Grande, na Lagoa de Araruama e  Soubara e Porto Alegre no Rio São João, de onde partiam as mercadorias para Cabo Frio e Rio de Janeiro.

Abaixo, apresentamos algumas destas antigas fazendas, que se destacaram pela importância no desenvolvimento econômico da região.

Fazenda Aurora (em 1949) 

Hoje situada às margens da RJ-124 (Via Lagos), esta fazenda pertenceu inicialmente ao português Francisco Pereira da Costa Vieira. 

(em 2000)


  
Fazenda Monte Belo

Esta Fazenda, cujas respectivas terras foram desmembradas da velha Fazenda Parati, pertenceu a Joaquim Marinho de Queirós, barão de Monte Belo, que nelas construiu um suntuoso casarão, assobradado, com muitos compartimentos, para sua sede. A fazenda tinha, como principal produção, o café.

Um fato relevante relativo a esta fazenda é que, após uma série de subdivisões, sua sede passou às mãos de Belmiro Graça, descendente de escravos da mesma. 


Fazenda da Tiririca

Sobre a Fazenda da Tiririca escreveu o príncipe Maximiliano em sua obra "Viagem ao Brasil": "Tiririca é um grande engenho de açúcar, aprazivelmente situado. O engenho fica ao pé de uma verde colina, em cima da qual se ergue a casa do dono, rodeada por cerca de vinte pequenos casebres para os criados e escravos. Enormes canaviais cercam a fazenda; seguem-se mais além, densas e altas matarias; e bem defronte do engenho existe um trecho inundado e pantanoso de campo, onde afluem inúmeras aves aquáticas e ribeirinhas." (tomo 1, pág. 61, Brasiliana, 1940, in Apontamentos sobre Araruama, Sylvio Lamas de Vasconcelos, 1988) Este relato nos dá a impressão exata das dimensões da Tiririca.

Fazenda de Parati

Nos terrenos desta fazenda, fundada por Miguel da Silva Riscado, existia um importante engenho de açúcar. Situada à beira do Rio Parati, existia também no campo da fazenda uma capela de que era padroeira Nossa Senhora do Cabo, fundada por Martim Correia Vasqueanes.

Ponte dos Leites (nova) - Inaugurada em 1852Fazenda do Capitão Francisco Leite

Assim chamada em função do nome de seu proprietário, Francisco Leite Pereira de Andrade, teve um papel histórico muito importante. Situava-se na localidade de Ponte dos Leites e tinha como principal atividade a produção de açúcar. O Capitão Francisco Leite deu nome ainda ao rio que cortava a fazenda. 

É importante notar, para aqueles que quiserem visitar o local, que hoje a Ponte dos Leite e o Rio dos Leite situam-se no local denominado Canto do Rio (próximo ao Camping Clube do Brasil) e não no lugarejo de Ponte dos Leite. 

Além destas, mais 34 fazendas foram relacionadas pelo Sr. Sylvio Lamas de Vasconcellos em seu livro "Apontamentos sobre Araruama", custeado pelo próprio e que nos servimos como referência. 


 

 

  

 
 

 

 

::  Contatos  ::